Revista LOJAS Papelaria - Edição 274

Revista LOJAS Papelaria - Edição 274

10 JUNHO 2018 - LOJAS PAPELARIA ACESSÓRIOS PARA DESKTOPS E NOTEBOOKS Com um crescimento de 15% em 2017, que veio após cinco anos de quedas, as vendas de computadores pessoais no Brasil devem crescer a um ritmo menor em 2018, apontou um estudo da empresa de pesquisa de mer- cado IDC. Do total de PCs vendidos no quar- to semestre do ano passado, 66% foram no- tebooks (970 mil, 4% a mais que no mesmo período em 2016) e 34% desktops (509 mil, 19% de crescimento em relação ao quarto tri- mestre do ano passado). Nos resultados anu- ais, no entanto, o crescimento maior foi dos notebooks, 26%, contra 13% dos desktops. Em termos de receita, as vendas no último tri- mestre de 2017 somaram R$ 3,33 bilhões. Em todo o ano, a receita foi de R$ 11,73 bilhões, o que representa um crescimento de 3,3%; o pre- ço médio de um PC caiu 10,5%, de R$ 2.524 em 2016 para R$ 2.262 em 2017, o que explica a diferença de crescimento em unidades e em receita. A redução nos preços se deve à cota- ção mais favorável do dólar, além das ofertas que impulsionaram as vendas durante o ano. As projeções para 2018 indicam um crescimento de 2%, com vendas em torno de 5,3 milhões de máquinas, ainda como reflexo da recuperação da economia e da estabilidade política, do aumento (TECLADO, MOUSE, WEBCAM, FONE DE OUVIDO) Mercado de acessórios deve acompanhar crescimento de computadores no Brasil Depois de cinco anos de crise, mercado de computadores volta a crescer em 2017 e impulsiona segmento de acessórios da confiança do consumidor e das empresas, e da demanda reprimida nos últimos anos. “A tendência é mais de troca de equipamentos para atualização do que compra da primeira má- quina, e isso se reflete também no tipo de equi- pamento vendido - há uma maior preocupação com qualidade e menos procura por produtos de entrada”, analisa Hagge, apontando que a tendência do mercado de PCs, no mundo e no Brasil, é de estabilização. Na rabeira desse crescimento estão os acessó- rios para desktops e notebooks. De acordo com Danilo Angi, gerente de produtos da Multilaser, este é um mercado estável, porém com uma demanda alta e constante. “A tendência para a linha office é o crescimento de retorno finan- ceiro com modelos de maior valor agregado que aumentam o ticket médio do produto, como mo- delos wireless sem fio, bluetooth etc. Esse ano estamos focando na linha premium, trazendo acessórios mais sofisticados e com mais funções para PC, como combo sem fio high end, apre- sentador com bateria de lítio e mouse bluetooth.” Para Angi, esse mercado pode ser impulsio- nado por novas tecnologias e produtos dife- renciados, que é o que acontece muito com os produtos do mundo gamer, “onde temos um mix novo e completo com excelente custo benefício. Para essa categoria, que visa muito a novidade, o lançamento de produtos é cons- tante e com um giro alto provindo da alta de- manda, o que faz com que seja uma categoria de retorno constante e bastante expressivo.” O gerente de produtos da multilaser acrescen- ta que o mercado de acessórios de informáti- ca é muito sólido. “Conseguimos crescer em vendas e faturamento ano passado e também neste ano. Se o câmbio se estabilizar, não apre- sentando a volatilidade que tem sido estabele- cida nos últimos meses, com certeza podemos crescer ainda mais.” Novas tecnologias Antônio Roberto do Nascimento, gerente de produtos Games da Dazz, avalia de maneira positiva a forma como este mercado vem se recuperando, em função das novas tecnologias que os produtos vêm incorporando e o avanço no design, tomando como ênfase os acessórios para desktop e notebooks, que se mostraram cada vez mais requisitados e emergentes. Se- gundo dados de mercado, lembra Nascimento, de cada 10 famílias, 8 possuem mais de um no- tebook ou desktop por família. “Ou seja, mais do

RkJQdWJsaXNoZXIy MTY1MzM=