Anuncie

Instituto da International Paper anuncia novo posicionamento e nova marca

06/07/2020 - 21:07

As mudanças aproximarão o Instituto dos negócios da empresa, além de apoiar a organização a garantir sua relevância nos próximos anos

O Instituto International Paper, após 12 anos de atuação desenvolvendo e gerindo projetos que impactaram positivamente as comunidades das quais a empresa faz parte, anuncia mudanças em seu posicionamento. Neste movimento, a partir de agora, o Instituto AIPI, como será chamado, atuará em uma única causa: cultivar a educação com cidadania.

“Após um diagnóstico profundo realizado com diversos stakeholders, entendemos que precisávamos definir um único campo de atuação para o Instituto, a fim de maximizar nossos investimentos e conectar os projetos com aquilo que acreditamos: o nosso propósito de negócio”, explica Luciana Huneke, presidente do Instituto AIPI. 

Desta forma, o foco do Instituto será voltado para a causa da educação, tendo como mote “cultivar a educação com cidadania”, enquanto as demandas de meio ambiente, anteriormente endereçadas ao Instituto, ficarão com a área de Sustentabilidade e Engajamento com a Comunidade da IP.

O trabalho passa a ser sustentado por dois pilares principais, que são: “despertar a cidadania”, oferecendo formas, conteúdos e capacitação para as escolas e centros de formação para que trabalhem temas que despertem a proatividade e a responsabilidade da cidadania nas pessoas; e “gerar transformação”, identificando, selecionando e capacitando pessoas com potencial para impulsionar seus projetos de transformação social nas comunidades em que a empresa atua.

De acordo com Luciana, as mudanças propostas aproximarão o Instituto dos negócios da International Paper, além de apoiar a organização a garantir sua relevância nos próximos anos. “Isso nos traz a possibilidade de reposicionarmos o Instituto com os nossos públicos de interesse, e a oportunidade de estabelecermos uma forma única de comunicação por meio de ações sociais”, explica.

O nome Instituto AIPI é a forma abrasileirada e simplificada de dizer a sigla IP, que aproxima a empresa das pessoas e comunidades com as quais se relaciona.  O novo logotipo remete às cores já utilizadas pela empresa para criar a conexão emocional dos profissionais com a marca. E, ao mesmo tempo, utiliza tons que trazem leveza e vibração criando uma singularidade.

Já o ícone foi inspirado no símbolo base da IP, as florestas plantadas, fazendo uma alusão ao negócio, de forma lúdica. “A ideia de não usarmos a nossa marca corporativa é para que cada vez mais o Instituto tenha sua própria voz e ganhe espaço nas comunidades para fomentar parcerias e conexões com clientes, parceiros, entre outros”, explica Tamara Natale, gerente executiva do Instituto AIPI.

Todos os projetos do Instituto terão foco na Educação com Cidadania e, com isso, será possível promover os produtos da IP, que são a base para leitura, escrita e criatividade.

Como chegamos até aqui?

Após diversas imersões, análises de documentos internos, benchmarks com o mercado, grupos de trabalho e estudos do 3º setor, o Instituto identificou sua causa e seu posicionamento de forma a impactar as comunidades e estimulando cada vez mais a formação de cidadãos ativos.

Em parceria com a Cause, consultoria que apoia marcas e organizações na identificação e gestão de causas que as conectem com as demandas atuais, o Instituto fez uma revisão de seu propósito. “Ajudamos o Instituto a se reconectar com seus propósitos e com as demandas da sociedade. Foi um processo bastante colaborativo, que envolveu toda a liderança da empresa e, por isso, resultou em algo tão bacana”, afirma Rodolfo Gutilla, sócio-fundador da CAUSE.  “O nome AIPI tem uma força muito grande, por ser a forma abrasileirada de falar a sigla da empresa. Com certeza, todos os públicos envolvidos se reconhecerão na nova marca”, finaliza.     

Por que Educação?

A educação no Brasil ainda é um campo que precisa de projetos de alto impacto. Apesar dos grandes investimentos nesta causa, há números que precisam de atenção.  Por isso, o Instituto entende que é preciso resgatar o valor da educação inclusiva, igualitária, baseada nos direitos humanos e no desenvolvimento sustentável, estimulando um papel ativo e responsável de cada membro da sociedade neste processo de transformação. “Outro fato relevante para atuarmos com a causa educação é a vocação que temos com os nossos produtos, que estão na base de qualquer processo de ensino, leitura, criação e desenvolvimento de novas ideias”, reforça Tamara.

Relatório de atividades 2019

Em 2019, durante o processo de reposicionamento, o Instituto manteve dois projetos em andamento: Projeto Escola Formare e Concurso de Redação. Os resultados atingidos já são o reflexo deste novo movimento que o Instituto AIPI quer promover.

O Projeto Escola Formare, desenvolvido em parceria com a Fundação Iochpe, começou em 2010 e já formou mais de 434 jovens, que viviam em vulnerabilidade social nas comunidades onde a IP atua. No ano passado, 50 novos estudantes ingressaram no projeto e conquistaram o título de Assistentes de Produção Industrial, após 2.720 horas de aulas. Para que isso fosse possível, a IP contou com o apoio de 250 educadores voluntários e 50 tutores do Programa “Mire-se no Exemplo”, que ministraram 15 disciplinas durante o ano.

Já o Concurso de Redação, que há 44 anos tem como objetivo principal incentivar e disseminar o prazer pela leitura e a escrita entre jovens e adolescentes do Ensino Médio, oferecendo a eles a oportunidade de escreverem suas próprias histórias, contou com a participação de 11 mil estudantes, de 67 escolas, em 16 municípios, além de 120 professores engajados.

Em 2019, em parceria com o Papel Chamex, o Concurso incentivou os alunos a buscarem soluções criativas em direção a um futuro sustentável, com o tema: “Como a Criatividade pode nos ajudar a enfrentar os desafios econômicos, sociais e ambientais da atualidade?”.

O Relatório completo de 2019 você encontra nesta página: https://institutoaipi.com.br/relatorios/

  Mais notícias