Anuncie

International Paper anuncia resultados do segundo trimestre de 2020

11/09/2020 - 11:09

A International Paper apresentou ganhos sólidos e gerou um visível montante de dinheiro em espécie decorrente de suas operações enquanto enfrentava a pandemia da Covid-19 e seu significativo impacto econômico. "Nosso desempenho demonstra a força e a resiliência de nossos profissionais, nossa diversificada base de clientes e nossos recursos de fabricação e cadeia de suprimentos de classe mundial. No futuro, continuaremos com foco na geração de caixa para reforçar a solidez financeira da empresa, à medida que nos mantemos operando em tempos de incerteza", afirmou Mark Sutton, presidente e CEO, acrescentabdo que "A saúde e a segurança de nossos profissionais continuam sendo nossa maior responsabilidade. Tenho orgulho do compromisso contínuo de cada um no sentido de cuidar uns dos outros e de nossos clientes".

Os lucros operacionais do setor de Embalagens Industriais no segundo trimestre de 2020 foram de US$ 449 milhões, comparados aos US$ 470 milhões do primeiro trimestre de 2020. Na América do Norte, os ganhos se mantiveram estáveis, refletindo os volumes de vendas sazonalmente inferiores dos contêineres de exportação e os volumes de vendas mais baixos relativos ao segmento de caixas devido à desaceleração da demanda com relação aos elevados níveis do primeiro trimestre, além do impacto de um dia de transporte a menos. Os custos de insumos foram mais elevados, impulsionados pelos custos da fibra reciclada. O impacto do volume e dos custos de insumos sobre os ganhos foi compensado, em sua maior parte, pela consistência das operações e da gestão de custos, pelas despesas mais baixas devido à paralisação da manutenção e pelos custos reduzidos da madeira, energia e frete. Os lucros do segundo trimestre de 2020 foram beneficiados pelas recuperações do seguro relacionadas ao incêndio em Roma e ao evento de recuperação da caldeira em Bogalusa. Na Europa, os ganhos diminuíram como decorrência dos volumes de vendas mais baixos devido aos impactos da pandemia da COVID-19 em todas as regiões e à sazonalidade no Marrocos, uma queda parcialmente compensada pelo aumento das margens - refletindo um mix de produtos favoráveis e o impacto positivo das cotações de moeda estrangeira, principalmente no Marrocos.

Os resultados operacionais (prejuízo) do setor global de Fibras de Celulose no segundo trimestre de 2020 foram de US$ 10 milhões, em comparação com os US$ 54 milhões no primeiro trimestre de 2020. Os lucros aumentaram, impulsionados por preços médios de vendas mais altos, maiores volumes de vendas - refletindo uma forte demanda do consumidor impulsionada pela pandemia da Covid-19 -, operações sólidas das fábricas e despesas menores em decorrência da gestão de custos e da redução das despesas de manutenção planejadas em virtude da paralisação, parcialmente compensadas pela não repetição de um ajuste favorável da valorização dos estoques no primeiro trimestre de 2020.

Os resultados operacionais (prejuízo) do setor de Papéis para Imprimir no segundo trimestre de 2020 foram de US$ 11 milhões, em comparação com os US$ 96 milhões do primeiro trimestre de 2020. Na América do Norte, os ganhos diminuíram significativamente, como decorrência dos volumes de vendas mais baixos e do aumento do tempo de inatividade econômica - refletindo o impacto sem precedentes da pandemia da Covid-19 sobre a demanda. As sólidas operações das fábricas e a gestão de custos ocasionaram uma redução dos custos operacionais. Os gastos com a paralisação da manutenção também foram menores. No Brasil, os ganhos diminuíram significativamente devido à redução dos volumes de vendas e ao tempo de inatividade econômica, em decorrência dos impactos da pandemia da Covid-19 e do impacto desfavorável das cotações de moeda estrangeira, ligeiramente compensados pelos custos operacionais mais baixos. Na Europa e na Rússia os ganhos também foram afetados de forma significativa pela pandemia, que resultou em volumes de vendas mais baixos e no tempo de inatividade econômica. As despesas com a paralisação de manutenção foram maiores, parcialmente compensadas pela redução dos custos operacionais em ambas as regiões.

  Mais notícias